quarta-feira, 11 de maio de 2011

ENCANTOS

ENCANTO DE AMOR PERFEITO





Existe

Um encanto...

Pressentido dos sonhos...

Um desejo incompreendido

Inerente à história que ultrapassa

O tempo de todos os seres e todos os sentires...

Além de qualquer existir e até da imaculada eternidade

Há um fervor, uma audácia, um impelir

Uma energia muito mais forte...

Que esse simples

Explicável

Amor

Que

Exclamam todos

Ser capaz de unir corações

Além do humano e, além do divino



Há o mistério que compele a criação:

O desejo maior... A força interior

Que gera luzes, segura estrelas

Sem deter movimentos

Sem sair dos lugares

Sem firmamento

Carecer...



Esse canto

É uma voz íntima

Do Criador que murmura

A todas as suas vivas criaturas

Os segredos do universo:

Infinito é o ser Interior

Em que o encanto

Nos habita: Em

Efêmero viver,

Ao Universo

Acolhemos

A eterna

Vida...


( CARMEM TERESA E WALTER DE ARRUDA)
    Esta poesia é a quarta de uma série chamada " Encantos de Amor Perfeito" realizada em parceria com o ilustre poeta e amigo Walter.A publicação das tres primeiras partes está em   Recantos das letras : autor Carmem Teresa Elias  e/ou  Walter de Arruda.

                                      

OLHARES SINGRADOS

                                    Olhares singrados




Nossas palavras, de mãos dadas, trocam de coração

Olhares singrados na pele das lágrimas,

Na ausência sem textura...

E neste papel coberto de duvidas sem compreensão.



Sumida a essência vive sem nós.

Pausa na solidão, para quê o amor mostre seu defeito.

Sumindo na abstração...

Ele não morre direito.



Meu amor! Preciso da sua voz...

Preciso da sua alegria...

Preciso da sua poesia.



Entrelaçadas as mãos numa essência tão pura.

Você é corpo do meu sorriso

Meu verso...

Minha ternura.



De Magela e Carmem Teresa Elias

quarta-feira, 4 de maio de 2011

MAGNOLIAS

MAGNÓLIAS


 
De vez em quando....

Aplico gotas de perfumes às palavras

Favoreço algumas, que já nascem coloridas

Reforço essências em outra, e finalmente fixo ideias.



Magnólias combinam com o suor:

Trazem à testa seu aroma de sensualidade;

Num cheiro agridoce tentador...

Exalam promessas de verdades.



Em emanação mais doce...

Como, quando se diz “ te amo”

Violetas brancas em vaso enfeitadas

Aliam-se ao perfume de quem não precisa dizer nada!



Enquanto você se distrai em suas viagens...

Juro, não invadirei o seu jardim!

Pois o que é exuberante sempre floresce...

Palavra com um bom perfume, jamais se esquece!



 
CARMEM TERESA ELIAS e DE MAGELA