segunda-feira, 3 de dezembro de 2012


 

VELAS ACESAS, GARRAFAS VAZIAS

 

 

É por metaforas que escrevo sonhos para nós.

 Crio lugares...!

 Desenho na sutileza de um amor

 O que só se traduz nessa entrega.

 

 Velas acesas em garrafas vazias de vinho...

 E nem uma chance do teu sorriso.

 Só restando a certeza...

 Escrever sobre tudo, omitindo a clareza.

 

 Metáforas para realçar tua beleza!

 No amor, alguns fogem do que é trivial

 Fugindo do sentimento, nao sabem

 Que nessa benção que se mantém a leveza.

 

 Por te amar, meu coração cria os ventos frios

 Nas noites solitárias de murmúrio do luar...

 E por metáforas vou seguindo

 Até o amor se acabar.

 

 

 

CARMEM TERESA ELIAS   / ROMA MAGELA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receber um comentário é sempre bem-vindo...Sua participação é importante.