segunda-feira, 11 de março de 2013

ABANDONAS


 

Abandonas...

 Lentamente retornas à  tua aurora,

 Como se lá buscasses  teu ouro.

 Deixas-me e, rápido, vai embora!

 

Será que também tens o dom de transformar-te?

 Que toda a saudade que me deixas,

 Qual febre no silencio da noite,

 É aquela que tanto negaste?

 

Abandonas-me, porque sabes o que sinto...

 Que de mim tens garimpado o ouro

 Revirando em meu peito todos os dias...

 Deixas-me , no amor duradouro. !

 

  De Magela / Carmem  Teresa Elias

2 comentários:

  1. Repito... Que coisa mais linda!
    Vocês escrevem com perfeição.
    Não existe competição...
    Aplausos mil!!!

    *Carmem, você é uma das poetisas que mais admiro, sou sua fã incondicional!

    Deixo carinhos...
    Paz e luz.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Carmem. Belíssimo poema. Parabéns ao Magela e a você.
    Eu disse a ele que fiquei encantada ao te conhecer, que escrevia muito bem.
    Já sou seguidora do teu espaço faz tempo, mas acabo esquecendo o nome se for pela minha lista de blogs. Muito mais fácil é eu comentar através das visitas que recebo.
    Tenha um excelente dia e fique na paz!
    Sempre que postar, pode colocar o link na minha página, que eu virei!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir

Receber um comentário é sempre bem-vindo...Sua participação é importante.