quinta-feira, 4 de abril de 2013

É da Tua Falta que Nasce algo Sutil


É da tua falta que nasce algo sutil

 

 


 

Quem tem tudo, não vaga...!

 Porque é da falta que nasce algo tão sutil,

 Que a percepção demora a entender,

 No sentido de razão.

 

 
Sutil demais para ser percebido no coração,

 E no tempo que não volta jamais!

 Doce e o amargo que lá ficam em segredo,

 Para que a vida tenha essa simplicidade a mais!

 

 
Falo de mim.

 Falo do que posso intuir de você...!

 Falo de quando fico perdido,

 Sem a sutileza de te entender!

 

 
O que tanto procura, e o que te falta?

 Que percepção do amor traz esse incômodo...?!

 Poema pela praia é como te vejo:

 Sem querer, sem perceber esse desejo que mata!

 

 De Magela/Carmem Teresa Elias

10 comentários:

  1. Lindo texto e de muita sutileza! Às vezes não sabemos o que nos falta. Às vezes não sabemos a quem completamos...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Olá Carmem,passei para conhecer o seu recanto encantado...Parabéns adorei as suas poesias, admiro muito com consegue colocar no papel o que vai dentro da alma...Dom Divino esse.Vim por indicação da Patricia Pinna e cá estou te lendo e sendo sua seguidora com muito gosto...Se quiser conhecer o meu recanto será um prazer te ver por lá...
    Beijos com carinho
    Marilene

    Blog folhas flores e sutilezas

    ResponderExcluir
  3. Carmem, que linda e sensível poesia, parabéns. Vim por indicação de uma amiga e adorei, vou ficando. Tenha um lindo final de semana. Voltarei mais vezes, bjus

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Carmem e Magela. Parceria muito boa a que vocês fazem!
    Nunca tem-se tudo, sempre existe algo a ser preenchido e nessa busca ficamos sempre.
    Talvez não tenhamos nem a resposta do que tanto procuramos, mas sabemos que existe uma naturalidade cursiva em tudo isso.
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir
  5. Olá Carmem Teresa!
    Que prazer imenso ter vindo aqui, vi no Face seu endereço e cá estou.
    Adorei tudo por aqui,m poemas belíssimos, voltarei com certeza e já estou seguindo-a...bjs no coração.
    http://dialogodamore.blogspot.com.br/
    http://dialogodoamore.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. A Poesia é um ardil
    Para falar do sútil
    Que vive nos subterrâneos do coração
    A Inocente e doce EMOÇÃO.

    Gostei da simplicidade, profundidade e doçura de tua Poesia Carmem. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Olá,venho através da minha amiga Evanir-blog-A viagem que postou seu espaço para conhecermos.E aqui chegando me deparo com minha xará(Carmen)e o segundo nome quase igual o de minha irmã(Therezinha).Gostei muito do seu poetar e já estou lhe seguindo.

    Bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Carmem,que poesia romantica e apaixonada!Eu adorei seu blog!bjs,

    ResponderExcluir
  9. Boa noite, Carmem. Vim desejar-te um excelente fim de semana com amor, paz , poesia, romance, música e tudo o que há de bom!
    Se for mãe, aproveite a data!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir

Receber um comentário é sempre bem-vindo...Sua participação é importante.