segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O Barco e O Mar


O Barco e o Mar

Tudo bem...?
Estou aprendendo a não dar importância a perturbações.
Recentemente você disse: deve-se  viver e não  se enroscar
Que a maior parte das respostas vem do mar.
*
Realmente, estou notando algumas verdades nisso.
A vida pode ser complicada se não houver um mínimo de paz
Areia molhada...
Quer caminhar comigo? As ondas vêm e vão... E a vida leva e traz.
*
Tudo bem...
Sabemos o que interessa agora
Você é como o mar...  
 Me traz respostas.
*
Por todo lado que olho  vejo você  chegando
Parece me ouvir quando estou sussurrando
Mesmo que um  barco perca a luta contra o mar

Entenda o detalhe do  encalhe...mistura de  areia com sal.

Carmem Teresa Elias e De Magela Poesias



Foto por Carmem Teresa Elias em praia de Copacabana em 09/12/20013

2 comentários:

  1. NOVO ANO, novas conquistas, realizações de muitos sonhos.
    Que tudo ande por estradas concretas e sempre floridas neste 2014.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Carmem. Mais um belíssimo poema dessa parceria que deu e continua dando muito certo, graças a Deus.
    Quando vivemos tranquilamente abstraindo o que nos faz mal, certamente a nossa vida será muito mais produtiva.
    Ninguém quer levar uma vida pesada, sequer dando dois passos em direção a um novo rumo e cair!
    Enroscar-se em situações críticas que a vida nos traz e nos alimentar disso, é suicídio marítimo!
    Parabéns aos dois!
    Beijos na alma de ambos!

    ResponderExcluir

Receber um comentário é sempre bem-vindo...Sua participação é importante.